Problemas para conectar ? Limpe os cookies
No Google Chrome use Control+Shif+Del, selecione Cookies e outros dados.. e clique Limpar dados de navegação

---
Caso queira limpar apenas os cookies do xreonline no Chrome digite chrome://settings/cookies na barra de endereço, em pesquisar cookies digite xreonline e apague os resultados que aparecer.

Curitiba-Uyuni-Atacama em 20 dias [7.500 km - REALIZADO]

Fórum destinado a relatos de passeios realizados pela galera, com fotos, vídeos e dicas de viagens, participe
Avatar do usuário
Fael
Moderador
Moderador
Mensagens: 2252
Registrado em: 17 Out 2009 19:03
Cidade: Roda Velha Dist. São Desidério - BA
Moto: XRE 300 2015 - Valquíria

Re: Curitiba-Uyuni-Atacama em 20 dias [7.500 km - REALIZADO]

Mensagem por Fael » 28 Jun 2018 22:14

XRE ajudando a espalhar os genes pelo mundo :lol: .
Show de relato.
2011 1º ENX- Chapada Diamantina BA-FUI
2012 2º ENX- Conceição da Barra ES-FUI
2013 3º ENX- Pirenópolis GO-FUI
2014 4º ENX- Ibiúna SP-FUI
2015 5º ENX- Florianópolis SC-FUI

Avatar do usuário
L. Rossa
Iniciante
Iniciante
Mensagens: 69
Registrado em: 23 Jan 2016 20:52
Cidade: Curitiba
Moto: XRE-A 2012

Re: Curitiba-Uyuni-Atacama em 20 dias [7.500 km - REALIZADO]

Mensagem por L. Rossa » 24 Jul 2018 08:54

Mas vocês não valem nada hein! Só pensando na pootaria :lol:

Voltemos com os diários de viagem.

https://youtu.be/M6jS_QBLu0Q

Dia 7 - purmamarca Ar - tupiza bolivia

Começamos o dia as 5. A menina que também estava no quarto do hostel dividiu a ideia de ver o sol nascer em Purmamarca e eu comprei a ideia. Acordamos nesse horário. Estava MUITO frio. Duas meias. Calça jeans com ceroula. Segunda pele, duas camisetas, um moletom, jaqueta de chuva e a balaclava pra fechar. Fomos a pracinha encontrar mais 2 argentinos. Ficamos lá passando frio e quando ficou claro, estava nublado.

Voltei ao Hostel e tentei dormir. Não conseguia de frio. Tomei café e me arrumei pra sair, mas passei antes na feirinha de Purmamarca pra comprar folhas de coca. O diamox que tomei funcionou porém causava muita perda de líquido, isso é: ir ao banheiro com frequência. A folha por sua vez só resolve o mal da altitude. Sai tarde cerca de 11h.

Em Humahuaca fui ao Cierro deLos catorce colores. 45 km ida e volta em estrada de chão. A primeira até agora. Almocei suco e Barra de cereal. Segui.

Uma chuva ameaçava vir junto de um vento muito frio. Pus as roupas de chuva e segui. Se chovesse que chovesse na Bolivia.

O caminho até de Jujuy pra Bolívia eh buenísimo. Pedras coloridas e visual desértico que depois dão lugar a planícies com montanhas muito distantes. Aliás eh tudo distante: anda-se contra o vento ainda e as montanhas parecem nunca ficar mas perto. Vi a chuva ficar no retrovisor. Que alívio!

Na Fronteira da Bolívia não há uma cancela ou coisa assim. Se você quiser, vc passa direto. Mas não é o certo. Tem que dar saída no escritório argentino e então entrada no boliviano. Se eu não soubesse espanhol teria sofrido nessa hora, porque me mandaram para 3 lugares diferentes. E na ficha que recebi dizia que o meu tipo de veículo era ‘outros’. Pedi pra imprimir uma folha nova antes de assinar, mas a mulher do guichê retificou nas observações que era culpa do sistema e carimbou e assinou embaixo. Listo. Troquei dólares e segui.

Cheguei em Tupiza já de noite. A diária em quarto compartilhado eh de 30 Bob. Isso da 20 reais. Super barato e quarto bom. E quase todo pra mim pois só há uma pessoa hospedada: uma suíça que fala espanhol muito bem. Saí para jantar com ela e mais um grupo de mochileiros. Comi um prato típico boliviano chamado Pique Macho feito de iscas de carne, batatas, pimentões, salsichas e tempero apimentado em geral. Um baita prato que não consegui comer sozinho.

Amanhã eh dia de chegar ao Salar.

Km hoje: 426 (366 asfalto / 60 terra)
Total km 2914

Avatar do usuário
VENTANIA
Muriçoca de Aço
Muriçoca de Aço
Mensagens: 1292
Registrado em: 29 Set 2009 16:30
Cidade: São Paulo
Moto: XR 250 TORNADO PRETA
Localização: São Paulo

Re: Curitiba-Uyuni-Atacama em 20 dias [7.500 km - REALIZADO]

Mensagem por VENTANIA » 24 Jul 2018 13:19

Muito legal mesmo sua narração da viagem l. rossa.
um abraço a todos
RUY
IBIRAMOTOPOINT TODAS AS TERÇAS SÃO PAULO

Avatar do usuário
nelsonbad32
Kamen Rider
Kamen Rider
Mensagens: 1883
Registrado em: 13 Jun 2011 15:35
Cidade: Ibiúna-SP
Moto: Suzuki Bandit 1250S 2009 Cinza

Re: Curitiba-Uyuni-Atacama em 20 dias [7.500 km - REALIZADO]

Mensagem por nelsonbad32 » 24 Jul 2018 14:58

Top ein, estive aí em 2008, na Bolívia era tudo terra, asfalto só na Argentina.

Imagem
ENX:
2011 - Chapada Diamantina/BA / 2012 - Conceição da Barra/ES / 2013 - Pirenópolis/GO
2014 - Ibiúna/SP / 2015 - Florianópolis/SC / 2016 - Serra da Canastra/MG - Ô fui!
2017 - Jaciara/MT - Ô fui! e Ushuaia também :-) / 2018 - Santo Cristo/RS - Ô vô!

Avatar do usuário
Elimar_Junior
Iniciante
Iniciante
Mensagens: 102
Registrado em: 10 Jul 2018 13:33
Cidade: Colombo/Curitiba - Paraná - Brasil
Moto: XRE 300 2014/14

Re: Curitiba-Uyuni-Atacama em 20 dias [7.500 km - REALIZADO]

Mensagem por Elimar_Junior » 24 Jul 2018 15:51

Acompanhando haha. Ansioso pelos próximos episódios. Show de relato!

Mais ou menos a rota que tenho em mente para o Atacama, ainda mais saindo de Curitiba também!
- Elimar Kerschbaumer Junior

Imagem

Nada melhor para esvaziar a cabeça que um tanque cheio 8-)

Avatar do usuário
lukasbrasil
Iniciante
Iniciante
Mensagens: 111
Registrado em: 29 Jan 2015 15:09
Cidade: Brasília
Moto: XRE 300 - 2011

Re: Curitiba-Uyuni-Atacama em 20 dias [7.500 km - REALIZADO]

Mensagem por lukasbrasil » 26 Jul 2018 09:19

Acompanhando aqui e criando coragem pra fazer algo parecido kkkk
Lucas Brasil
Honda XRE 300 2011/2011 (Atual)
Honda PCX DLX 2014/2015
Suzuki Burgman I 2011/2012
Honda CBR250R 2012
Honda XRE 300 2010/2011
Honda CB600F Hornet 2007
Kasinski Comet GT250R 2011
Yamaha Fazer YS250 2008

Avatar do usuário
L. Rossa
Iniciante
Iniciante
Mensagens: 69
Registrado em: 23 Jan 2016 20:52
Cidade: Curitiba
Moto: XRE-A 2012

Re: Curitiba-Uyuni-Atacama em 20 dias [7.500 km - REALIZADO]

Mensagem por L. Rossa » 05 Ago 2018 17:42

Dia 8 Tupiza até Uyuni

https://youtu.be/i_zVoe4nN8k

Agora que eu me toquei que o fuso aqui eh menos 1h. Dormi bem. Acordei sem pressa.

Desde o chaco argentino eu tinha deixado de lado o gps. A sinalização era boa e eu sabia pra onde ir. Cheguei na Bolívia assim também é Tupiza não foi problema. Para Uyuni porem avancei uns 25km até uma fronteira policial. Se o agente não tivesse me parado e perguntado pra onde iria, eu iria pra Potosi e não Uyuni. Voltei e procurei a tal placa que indicava o caminho. Não achei, perguntei e procurei de novo. A placa estava não na rua principal mas já dentro da rua que deveria ser seguida. Seguimos.

Estrada de chão, com poucas indicações. Só fui descobrir que o caminho para Atocha era o mesmo de Uyuni depois de me perder em bifurcações. Seguimos.

Logo mais, algumas setas indicavam um caminho entre terra e pedras. Passei 4 riozinhos até a seta indicar um caminho. Segui. Tinha uma mulher tocando uns bodes e perguntei pra ela. Ela não sabia. Avancei mais um pouco e por sorte passou uma caminhonete de algum tipo de serviço. Me indicaram o caminho é adentrei a estrada com asfalto. Mas não durou muito. Toda a via até Uyuni horas tem asfalto, horas tem terra. O pior trecho foi atrás de uma máquina e com o chão de pedras soltas. E curvas, muitas curvas e algumas em subida com precipício do lado e sem sinalizacao. Era um caminho a Deus dará.

As paisagens ficavam lindas apesar de tudo.
Na primeira parada que fiz, parei ao lado de um motociclista boliviano chamado Jamires. Na segunda parada, ele que apareceu. Estávamos indo os dois pra Uyuni. Eu falei que encontraria ele novamente em Uyuni.

O trecho não rendeu muito. Sai as 9h, me perdi alguns vezes, entrei na estrada principal umas 11h e cheguei apenas as 15h.
Depois de me ajeitar no hostel, sai dar uma volta e encontro o Jamires de novo.

Visitei o cemitério de trens e fiquei vendo um por do sol sensacional.

Amanha eh dia de Salar de Uyuni. Motociclistas uruguaios me falaram que tem 10cm de água por todo o salar. E que são 60km de sal da entrada até a ilha que fica no meio.


Km hoje: 210km
Total km 3124

Avatar do usuário
L. Rossa
Iniciante
Iniciante
Mensagens: 69
Registrado em: 23 Jan 2016 20:52
Cidade: Curitiba
Moto: XRE-A 2012

Re: Curitiba-Uyuni-Atacama em 20 dias [7.500 km - REALIZADO]

Mensagem por L. Rossa » 05 Ago 2018 17:44

nelsonbad32 escreveu:
24 Jul 2018 14:58
Top ein, estive aí em 2008, na Bolívia era tudo terra, asfalto só na Argentina.

Imagem
Eu estava vendo uns vídeos desses mesmos trechos de anos atrás. Que diferença! Minha rota foi bem coxinha perto do que vi :lol:

Avatar do usuário
nelsonbad32
Kamen Rider
Kamen Rider
Mensagens: 1883
Registrado em: 13 Jun 2011 15:35
Cidade: Ibiúna-SP
Moto: Suzuki Bandit 1250S 2009 Cinza

Re: Curitiba-Uyuni-Atacama em 20 dias [7.500 km - REALIZADO]

Mensagem por nelsonbad32 » 06 Ago 2018 09:10

Cara, muito top, e a floresta de cactus? Vc não passou? E túnel cavado direto na rocha, também não passou?

Imagem

Imagem

Imagem

Muito show a motoca do Jamires ein, ching ling clone da F 800 GS. kkk

Imagem
ENX:
2011 - Chapada Diamantina/BA / 2012 - Conceição da Barra/ES / 2013 - Pirenópolis/GO
2014 - Ibiúna/SP / 2015 - Florianópolis/SC / 2016 - Serra da Canastra/MG - Ô fui!
2017 - Jaciara/MT - Ô fui! e Ushuaia também :-) / 2018 - Santo Cristo/RS - Ô vô!

Gustavo XRE MG
Fraldinha
Fraldinha
Mensagens: 5
Registrado em: 16 Ago 2018 13:57
Cidade: Itajubá
Moto: XRE 300 Rally

Re: Curitiba-Uyuni-Atacama-Chuí em 30 dias [REALIZADO]

Mensagem por Gustavo XRE MG » 16 Ago 2018 15:19

L. Rossa escreveu:
26 Abr 2018 11:09
Leandro Gonçalves escreveu:
26 Abr 2018 09:26
ei xará! Sem relatos, sem parabéns :lol:
Hahaha eu postei no meu Facebook os diários de viagem. De forma resumida. Desanimei um pouco do fórum pela falta de respostas no tópico (parece que ninguém mais vem aqui!).

Comecei a escrever mais detalhado. Tem história e causo pra caramba.
E vídeo. Meu deus como tem vídeo. 150 GB de arquivos.

Um trechinho que foi pro Face:

Dia 9 Salar de Uyuni

Fez mto frio à noite em Uyuni. Deve ter sido uns 2 graus. Sensação de menos. O hostel tinha cobertores tão pesados que eu não conseguia mexê-los.

Parti pro salar as 8h30. 20km de Uyuni. Cheguei em Colchani. Avancei pra dentro da cidade até chegar no salar. Havia água. Muito água. Perguntei para um motorista de um 4wd e ele falou que estava saindo e eu podia segui-lo. O fiz e passei pela água. Estava funda em alguns pontos. Uns 40cm. Tinha que acelerar e não parar lá se não cairia. O chão ainda era de sal e água, como se fosse areia e agua. Terrível de pilotar. Segui, segui, botei os pés no chão diversas vezes pra não derrubar a moto, mesmo andando a 5/10. Que sufoco! Avançava e parava avançava e parava. Depois de um tanto de esforço, cheguei a parte com apenas sal onde o motorista me indicou a direção. Eu tinha o ponto do monumento Dakar no GPS. Mas perguntar pra quem sabe não faria mal.

Avancei com cautela e tomei segurança. Chegava a 40, 50. Chegue a umas dunas de sal onde tirei algumas fotos. Segui pro monumento.

Mais fotos lá. Perguntei sobre a Islã Hincahuasi. Ficava a 60km do monumento. No meio do deserto. Ja que estava lá, pq não?

Avancei seguindo o ponto do GPS. Montei namoto como piloto de enduro, de pé, e tomei velocidade. Não queria levar1h pra chegar. 60, 70, 80. Tudo indo como planejado até que aparece um Ojo de Salar, que são trechos onde o sal eh mais fofo, tipo um areiao.

A roda traseira serpenteou. Eu tentei controlar e não consegui. Cai. O lado direito da moto caiu sobre meu pé direito. Rapidamente o removi. Desliguei a moto. Que sufoco! Ainda tinha que levantar a moto, que se pareceu muito pesada.

Mexi o pé. Estava funcionando apesar da dor. A moto também. Só deslocou o espelho direito.

Agora um pouco tenso, segui com mais cautela. A 30/40 por hora. Em trechos de areia acelerava em puxadas constantes. Tipo acelera solta acelera solta, afim de ter mais tração. Deu certo. Uns 20 minutos depois olhei no gps e eu tinha andado só 1/5 do caminho. Nesse ritmo ia levar umas duas horas pra ir e duas pra voltar, mais o trecho com água profunda.

Por todo o salar havia um pouco de Água. Alguns lugares tinhamt rastros de carro e eu os seguia. Mais seguro que seguir apenas p GPS.

Desisti de ir a Isla e tirei algumas fotos no reflexo. Na volta fiz outro caminho da ida e passei por trechos de locomoção difícil. Com uns 3 a 15 cm de água e aquele sal que parecia areia. Muito cansativo. Na última parte com água profundas observei o caminho dos carros que estavam indo e fiz o mesmo. Com receio. Mas deu certo. Enfim consegui sair do salar!

O próximo passo era ir até Uyuni 20km e limpar a moto. Que no motor tinha uns 5cm de sal já duro. Detalhe que o sal é extremamente corrosivo. Chegando lá a dueña disse que moto era self service, mas a mangueira tinha muito pressão e pedi pra baixar. Ela disse que não dava e limpou a moto ela mesma. Ainda tomei um banho de mangueira pq estava com a roupa de chuva, toda cheia de sal.

Voltei ao hostel com botas e meias molhadas. E cheias de sal. Tirei o sal dos pés e da roupas. Deixei secando. Almocei era 15h30. Meu pé dói um pouco pra pisar. Não sei se fico mais um dia em Uyuni ou sigo pra Alota e vou Amanhã cedo pra Laguna Colorada.

18:32

Resolvi ficar mais um dia aqui. Meu pé doi e não quero viajar assim.

Agora em Uyuni tem banda tocando. Não sei se eh algum evento aqui da Bolívia ou alguma coisa com semana Santa.
Bom dia, Leandro
Muito interessante seus relatos. Estou planejando uma viagem parecida e queria falar com você. Meu face é Gustavo Damasio, não encontrei o seu...
Abraço!

Responder